Uma coisa eu aprendi: você pode até ser legal com as pessoas, mas não espere que as pessoas sejam legais com você(...)De vez em quando, sofro horrores. Me decepciono, fico frustrada, chocada, com medo. Mas continuo mantendo a minha essência, sendo boa com quem é bom.Clarissa Corrêa.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Epifanias

Me lembro como se fosse ontem da minha infância, via o mundo de uma forma tão inocente e doce que acabava não vendo como as coisas poderiam se prender e transformar tudo em uma vasta neblina. Tantas oportunidades e jeitos diferentes de ser, falar que quando crescer teria mais de cinco profissões, acabando vendo meus sonhos se desmanchando e restando poucos deles, que quero guardar e seguir com eles em frente independente das circunstancias, torcendo para que dê certo. Meu mundo era aconchegante, um misto de conforto, harmonia e certezas. Hoje só vejo desrespeito e maldade, frieza que tudo aquilo se perde no tempo, mas no fundo tentando voltar a ver as coisas de um maneira mais suave. Maus momentos me fizeram aprender a ver que nem tudo eram flores, mas que talvez sim, com espinhos. Tudo que vivemos nos torna parte que quem somos no futuro, um futuro até distante e medonho, um oceano profundo e escuro, esperando para ser explorado e mostrando que não é tão desconhecido, nem tão diferente do real. Com um vazio e esperança de criança, vamos contornando os obstáculos que aparecem, reaparecem e com o tempo, desaparecem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário