Uma coisa eu aprendi: você pode até ser legal com as pessoas, mas não espere que as pessoas sejam legais com você(...)De vez em quando, sofro horrores. Me decepciono, fico frustrada, chocada, com medo. Mas continuo mantendo a minha essência, sendo boa com quem é bom.Clarissa Corrêa.

sábado, 13 de agosto de 2011

Esclarecendo pensamentos

Agora me lembrei, me lembrei de tudo que eu tinha esquecido quando estava obcecada por algo que nem sei o que é. Me sinto doente e sei que estou, quero me curar e não quero. Gosto dos efeitos positivos que isso me dá, me conheci mais, me ouvi, me dividi em três só pra me conhecer de verdade e agora sei com qual de mim quero seguir. É bem mais fácil, isso tudo ficou claro quando eu fiquei aqui, sozinha, quando eu quis e não pude, quando eu sofri e chorei, quando eu sonhei em ser e sabia que não conseguiria. Tudo para de fazer sentido e eu acabo esquecendo todos os meus propósitos de vida. Eu quero mais, eu quero uma vida sem preocupação, eu quero uma vida sem nó na garganta, eu quero uma vida sem dor. Eu quero algo mais profundo, quero esquecer os meus problemas, quero esquecer as minhas mágoas, quero meu ar de volta, quero meu chão. Mas ao mesmo tempo me senti completa por um momento, me senti no meu único lugar do mundo onde eu era entendida, me sentia perfeita mesmo não sendo, me sentia perto de ser o que eu queria, mesmo de longe. Me sentia feliz e infeliz, me sentia dividida, me sentia bem, gostava das sensações, gostava do diferente, e principalmente, por um momento, gostava de ser assim. E então me via dividida entre duas vidas completamente iguais e tão diferentes  por trás, quero levar as duas a diante, as duas podem seguir juntas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário