Uma coisa eu aprendi: você pode até ser legal com as pessoas, mas não espere que as pessoas sejam legais com você(...)De vez em quando, sofro horrores. Me decepciono, fico frustrada, chocada, com medo. Mas continuo mantendo a minha essência, sendo boa com quem é bom.Clarissa Corrêa.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Distrações

Vou na varanda de cinco em cinco minutos, olho pro céu e não vejo nenhuma estrela, não vejo a lua, só vejo um céu nublado e sem vida. Talvez eu não esteja procurando por nenhuma dessas coisas, talvez eu esteja querendo só passar o tempo. Um tempo precioso que eu perco uma parte todos os dias, que todos perdem. Um tempo que me faz pensar em tudo ao meu redor, em todas as possibilidades. Procuro sem encontrar a felicidade que já é minha e ninguém me tira, ninguém tem nada com isso. Vou andando por aí, sempre querendo algo a mais. Deito na minha cama e decido que vou pensar sobre a minha vida. Penso e me pergunto: Pensar mais ainda? Chega de pensar nela, de me preocupar com cada milímetro do que pode e vai acontecer, chega de imaginar o irreal, chega de pensar no que penso todos os dias, sem descanso. O tempo passa rápido e nada é pra sempre. Sábia frase que eu gostaria de me lembrar todos os segundos. Mas eu me distraio, com o movimento, as pessoas, os sons que não consigo diferenciar. Ainda bem que me distraio, viajo pra longe sem sair do meu lugar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário